Busca Avançada

Startup que foi incubada no CDT/UnB e licenciou patente da Engenharia Biomédica da UnB Gama lança produto único no mercado

O produto mede a redução de glicose no sistema sanguíneo de forma não invasiva e está disponível para encomenda pelo site oficial da empresa.

Notícias do Vitrine

           O EasyGlic é o primeiro produto originado de licenciamento de uma tecnologia desenvolvida no Programa de Engenharia Biomédica da Universidade de Brasília, campus Gama (PPGEB, FGA-UnB) e acaba de ser lançado no mercado. É uma tecnologia de detecção não invasiva de hipoglicemia, servindo de alerta para pessoas que sofrem de reduções repentinas dos níveis de glicose no sistema sanguíneo. Ela consegue detectar e analisar os níveis de glicose do usuário, a partir de sensores que coletam informações na superfície da pele. Dependendo dos resultados, o usuário recebe um alerta luminoso e vibracional. Caso a pessoa não tenha condições de interromper o alarme, o dispositivo se conecta a um aplicativo de celular e envia alertas aos números cadastrados. Esse software também permite o armazenamento das informações coletadas, sendo possível realizar um acompanhamento diário da glicemia.

            A pulseira estilo fit band, ou seja, que responde a estímulos corporais, surgiu como um projeto de conclusão de curso orientado pela professora Suélia de Siqueira Rodrigues, doutora em engenharia eletrônica, com especialização em engenharia biomédica. O desenvolvimento do protótipo ficou por conta da startup Easythings que estava incubada no CDT/UnB na época. A empresa realizou vários ensaios para comprovar a efetividade do método e do dispositivo, chegando a fabricar cinco versões de protótipo, cujos testes sempre aferiram a detecção da aproximação da hipoglicemia quando os parâmetros necessários, aumento da umidade corporal aliado à diminuição da temperatura da superfície da pele estavam presentes no usuário. Depois de uma jornada de cinco anos, dois de pesquisa na universidade e três de produção e testes, a patente licenciada gerou, enfim, um produto vendável que inclui um aplicativo para apoio, monitoramento e utilização pelo usuário e seus familiares.

 

            O produto irá beneficiar a vida de cerca de 400 milhões de pessoas que precisam conviver com a condição de hipoglicemia. O primeiro lote do EASYGLIC foi colocado em venda antecipada (com entrega em 120 dias) no dia 22 de janeiro de 2018, com encomendas realizadas exclusivamente pelo site oficial e custa R$ 620,00. A expectativa é que este primeiro lote esteja esgotado em menos de um mês. O produto não tem restrição de idade e é resistente a jatos de água, podendo ser usado no banho e em situações de chuva. A bateria dura até 24h e não precisa de nenhum insumo para funcionar. A vida útil do aparelho é de aproximadamente cinco anos. Para contatar a empresa, basta acessar o site oficial.

 

Entenda o que é Hipoglicemia

 

            A glicose é o principal combustível do corpo, que permite que tenhamos energia para realizar os processos biológicos e metabólicos, mantendo todas as funções em andamento natural e saudável. Ela é composta de carbono e água e se enquadra na categoria de carboidrato. O pâncreas é responsável pela produção de insulina, que funciona como um condutor, coletando a substância e levando para o interior das células. Quando esse órgão fica comprometido, podem ocorrer duas situações. Ou há uma deficiência na captação de glicose, causando hiperglicemia, excesso desse elemento no sangue, que pode levar à diabetes. Ou acontece falta de açúcar no sangue, a hipoglicemia. Alguns dos principais sintomas são: tremores, taquicardia e sudorese. Ela pode ser causada por exercícios físicos em excesso e alimentação com baixo teor de carboidratos. Em momentos de crise, é preciso ingerir alimentos com rápida liberação de açúcar no sangue. A pessoa hiploglicêmica pode, por exemplo, desmaiar no momento em que ocorre a crise e isso pode causa-la prejuízos dos mais diversos.