Busca Avançada


Descrição do Problema

O vírus da Dengue é um dos principais vírus transmitidos por artrópodes nas regiões subtropicais e tropicais, classificado como arbovírus humano, sendo de grande importância para a saúde pública em termos de morbidade e mortalidade, com distribuição geográfica em mais de 100 países. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que entre 50 a 100 milhões de pessoas sejam infectadas anualmente. No Brasil, em 2012, a Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde registrou um total de 588.478 casos da Dengue no país, excluindo os descartados.

Descrição da Tecnologia

A presente invenção proporciona um processo de produção de antígeno multiepítopo do DENV em plastídios de planta, visando o uso no diagnóstico sorológico para Dengue. O uso de planta para produção de antígenos de vírus humanos é vantajoso devido ao baixo nível de reação cruzada com soros saudáveis, os quais podem resultar em falsos positivos, e também devido à versatilidade e facilidade de produção de alface, que pode se dar por plantio da semente em solo, ou mesmo pelo sistema de hidropônica em espaços pequenos, conforme a demanda, não necessitando de grande infraestrutura para tal, o que facilitaria a produção de kits de diagnóstico para a Dengue no Brasil. A produção de antígeno através de planta pode proporcionar uma técnica de detecção de vírus simples e acessível, de forma que se torna possível a produção de um kit diagnóstico para os quatro sorotipos virais da Dengue, além do mais, a escolha dessa planta confere uma baixa toxicidade na produção de vacinas, se levada em parâmetro à produção de vacinas a partir de micro-organismos, como por exemplo, levedura. Assim sendo, a presente tecnologia visa desenvolver um kit diagnóstico para Dengue de alta sensibilidade, especificidade e abrangência, pois possui a capacidade de detectar o rol sorotípico do vírus da Dengue. Do mesmo modo, essa tecnologia proporciona uma ferramenta potencial para a produção de vacinas de origem vegetal, tendo em vista que o epítopo em questão tem a capacidade de gerar uma resposta imune, por si só, para todos os quatro sorotipos da Dengue, ainda podendo ser usada na preparação de composições imunogênicas, medicamentos ou biofármacos, e também na preparação de anticorpos monoclonais.


Modalidade de Proteção: Patente de Invenção

Oportunidades: Licenciamento de TecnologiaCorresponde à autorização para uso e exploração comercial do produto ou processo, depositado ou protegido por meio da Propriedade Intelectual, de forma onerosa ou gratuita, exclusiva ou não. A retribuição é designada por royalty, que é calculado em percentual sobre a obtenção de qualquer ganho econômico de propriedade intelectual. O titular dos direitos sobre a tecnologia permanece detentor dos direitos patrimoniais. ParceriaFormação de alianças para o desenvolvimento de pesquisas e tecnologias, cujos resultados pertencerão às instituições e/ou empresas envolvidas. Desenvolvimento Tecnológico(a) Desenvolvimento de produtos e processos através de procedimentos autônomos ou pela efetiva absorção de novas tecnologias; (b) Etapa do processo de desenvolvimento econômico que leva uma nação ou região a adquirir capacidade de inovação suficiente para influenciar a dinâmica econômica.

Classificações: Biotecnologia

Depositos: BR 10 2013 027288 4

Titular: Fundação Universidade de Brasília – FUB